sexta-feira, dezembro 21, 2007

Revol

O quê você está fazendo aqui;
Senão Eu! Revolução...
rebelião ao verbo....

palavras ali no meio da mídia,
criando temores aos produtores
diga não à depressão!
quem sou eu para desejar alguma coisa?
mamãe; eu não quero litium,
muito menos prosac!,
folhas de alface com batatas fritas
e hambúrgueres brincalhões
que me devoram dia a dia o desejo
de acabar com a monotonia.

isso não é música;
- é terrorismo poético!
olha como esses cara tocam!
toca aí cara!

Refrão a parte, composições de verbos
se fazem necessárias,
semânticas imaginárias de um; - zé urbano
...não qualquer zé! mas zé!

o quê você está fazendo aqui;
Senão, Eu! Revolução...
rebelião ao verbo....

se você não entende,
então mergulhe
onde o fôlego anão alcança
se desfaz por desfazer-se...let it be....

let it bleed!

Air Guitar:
Brown Shoes Don't Make It
Frank Zappa & The Mothers of Invention
Mothermania: The Best of the Mothers

It Can't Happen Here

Nenhum comentário: