terça-feira, março 29, 2011

Engenharia Reversa!




Seria, entremeios
de velhas e novas escolas,
conflitos em motos perpétuos
entre a ânsia e a intolerância.

Big Bang artificial.
em aceleradores de partículas,
simulando universos virtuais
coerentes ao modelo do acelerador,
especificado na etiqueta,
na parte de trás ao lado 
do código de barras
e o numero de série...

- GET! Yours!
for Free!

Diz um cara,
de dentes alvejados
na TVHD.

Pouco sabemos, sobre
o muito que nos cerca.
muito sabemos sobre,
o que nos é estranho,
pouco ào intímo.

Sabe-se que a maturação
do genesis levou sete dias
e outros,
sete para a desconstrução.

Sabe-se, quando entenderemos
essas interações Kaoticas.
ficaremos exasperados na cena,
compondo palavras, olhando ao óbvio,
na maneira do olhar de cada geração,
sucessivamente até percercebermos
que não precisamos entender nada.

Anima Mater,
anima....
Anima Mundis!
(á exaustão).

domingo, março 27, 2011

Talvez amanhã eu passe uma vassoura!


Lunátiko, sádico apatico,
assim lhe parecia a vida
não, que não ligasse,
mas achava legal porvir-se
de outras chances.

Não como sempre,
anunciando o novo
dia de ontem e o
premio de melhor do ano
no tapete vermelho.

Farsa midiadica
coisa pra vender
sabonete barato.
e carros aos montes.

esperava sim,
na esperança de manhãs,
com bem-te-vis
e trinca ferros.

versos inacabados,
xícaras de café frio..
garrafas de vinho
espalhadas pela casa.

Precisamos nos,
acostumar com a solidão,
estamos sempre precisando,
acostumarmo-nos à algo.

sábado, março 26, 2011

Ruim!


Deus me fez
ruim.
Por bondade!

quarta-feira, março 23, 2011

Palavra, tal e qual!


A palavra é tal e qual,
se fala;
xula!, Vazia!
Vadia!

segunda-feira, março 21, 2011

Como Estamos....



Estamos assim;
aquém dali,
além de cá.

Estavamos assim;
quase relapsos 
sobre direita
e esquerda...

Fazendo cena emergente
no palco Colonial,
cidade de deuses e
discursos ào Municipal.

Assistiamos assim,
posando de Jackie "K".
vestindo a camisa rubro negra
fazendo cena simpática
para o jornal local.

De pé frio,
suspenderam o boneco
falando assim
o jogo tá armado,
ele de chapeu na mão
de olho no pré-sal...
crendo que vai ser sopa!

Seu sorriso "xis"
revela a trama asssimétrica
verde, amarela e azul,
p'ra nos conquistar.

Arrepender-se do arrobo,
de ao publico discursar,
superstar...aos míseros
cultuadores de personalidade
viciados em midia e T.Vs 3D!

Celebridade, gravada em
maquinas digitais,
dos clones que fazem pose
e cobram-lhe alguns cascalhos..

Jurando à ti,
Que, são sempre:
- Mais você!

sábado, março 12, 2011

Novas alternativas para velhas fonéticas!



Dirias o que sobre, outras poesias,
que não sei compor,
Me diria; sobre ouvir outras palavras?.....
se há, que há, sentido à outras palavras!

dizia assim, talvez amanhã
direi outras coisas,
diferentes de adeus e hierogliphos
cada qual carrega a fantasia que escolhe...
deixa pra lá a cor da blusa!
manda ver na kamaradagem...
não sei mais escrever!

legal, finalmente não sei mais nada!

não saber é a necessidade
do principiar o vir a fazer!

será_vil!
será_sei_lá....

boring
fuck
dead.

Sei la eu,
o "Q"
sei lá.

mas vamos lá
salve! o que nos salva
da intriga!

Sabe-se o que nos engana....
Sabe-se lá o que.
Quem sabe esquece o verbo
reescreve o TAO,
reinventa o esquecido.

quem sabe amanhã
não me arrisque a sonhar
de novo o dia a dia....pizza no portão;
um mundo cor de rosa!..porta á fora".

sei lá por onde....

Então tá!...
....invisto no sei lá...
- tá legal?

sei lá!