terça-feira, outubro 23, 2018

Divagando....




Passeando por nova iorque
chicago e coisa e tal.

nem sempre de estrelas
se fazem o astro que
deixa ao rastro,
revelar-se.

à ver em telescópio
a estrela sonhada
sussura baixinho
em lingua de trapo....
o suceder da coisa.

..... entre outras,
vou divagando!

sexta-feira, outubro 19, 2018

Wearing shades




Sendo assim
dizia hora,
sobre, nada...
hora, sobre tudo,
entre fantasias
endênicas e patéticas...
insone, manhã de mau estar
segue de óculos escuros,
à um brilhante futuro.


domingo, outubro 14, 2018

Firula




Poesia torta,
perdida entre as
prateleiras
de um mercado suburbano.
...que entrega suas compras
a partir de 70 reais!

quinta-feira, outubro 11, 2018

Learning to chill out is essential for well-being.





Falava-se assim em
uma fonética torta
aos labiais e o linguodentais
de nossa ortografia.
Estórias de heroinas épicas,
licenças poéticas alheias.


domingo, setembro 30, 2018

Nada que revele



No "xis" o sorriso
congela o selfie 
viraliza na rede.
meia palavara.....
fake news
perfis perversos
demandam a 
"omnidia" horária
se é que existe.
me veio a palavra
então, à disse.


sexta-feira, setembro 28, 2018

Dumb!




nada que revele
nada a dizer
apenas linhas
compostas de palavras,
entretanto, com tudo
harmonia e melodia
afinadas, atravessando o ritmo.
Segue, surdo
fingindo que ouve,
o que lhe atrai.