quinta-feira, maio 22, 2008

A Pornographical Love Song!

se preciso de você e
você precisa de mim
alguma coisa está estranha nessa,
fantasia de que não preciso de nada
a não ser um facho de luz que traduza
manhãs e anoiteceres....me reflita nervoso
o esquizoide vigésimo primeiro.
.... homem secular.
será isso o que resta?
será isso o pedaço do bolo?
Desisti por muito dessa fatia, para obter o nada
não dos olhos da moeda mais
dos olhos do que agora, não importa mais!


coisas como estar quente ou frio
meio dia uma hora antes,
depois onze e meia....
ou uma e trinta, mais tarde.


crente de que esta manhã é a primeira e,
o meu chinês está melhor,
to falando qualquer coisa em cantão vulgar
to falando que nem xizes escrito com giz negro,
o que não percebo, me deixa
curioso por explorar a linguagem.

Subverso da malícia dialética que
me fala aos ouvidos,
trojans e outras figuras de linguagem,
outras dialéticas não tanto velozes,
como as que falo em dupla carboretagem:

- who do you love ?

Air Guitar:
Mazzy Star - Cry Cry



se não houvesse declamado-os,
os haveria escrito-los!




Nenhum comentário: