domingo, setembro 19, 2010

Máscaras Aerográficas




Pois é, uma hora
tudo vai passar,
e toda essa
urgência há de acabar!

Uma hora!
por enquanto, outra hora.
urgente, necessária, ansiosa,
pulsando na capa da pele!


outro dia 'tava
lembrando de ontem
me peguei...rindo de
ansiedades esquecidas, 
antes supervalorizadas...
agora inutéis.

calei a boca...
me fiz de morto,
ví que o mundo
não é em mim que acaba!

3 comentários:

Nina Blue disse...

Meu irmão, tô com saudades de você...
Adoro quando escreves palavras tão lindas.
Beijos e obrigada. Meu domingo ficou mais bonito.

Keila Costa disse...

...não acaba em ti...não acaba em mim...não acaba em nós...e essa nossa impermanência poderia ser tão mais lúcida...pra que simples coisas se tornassem um jardim sem limites de todas as cores...Belo texto querido! Beijos

Nina Blue disse...

Tive que ler novamente...
É muito, muito bom!